segunda-feira, 23 de maio de 2011

VITÓRIA ROTUNDA DA ESQUERDA INDEPENDENTISTA BASCA NAS ELEIÇÕES MUNICIPAIS













A criatividade foi um dos destaques da campanha eleitoral de BILDU, coligação da esquerda independentista. As peças publicitárias utilizaram o elemento do novelo de lã formado pelas coloridas linhas que representam a diversidade ideológica do campo da esquerda que somaram forças no bloco soberanista na luta pela independencia do Pais Basco. A campanha foi um sucesso. Bildu politizou o processo e fez mais de 300 mil votos com apenas uma semana de campanha, pois teve que enfrentar a impugnação do Estado que tentou impedir a participação de BILDU nas eleições, o que foi decidido pela participação pelo Tribunal Constitucional, faltando uma semana para as eleições.

Nas Eleições municipais e forais realizadas no domingo em todo o Estado Espanhol, a coligação independentista de esquerda, BILDU, é a força com maior representação, com mais de 1100 vereadores, 88 prefeitos e mais de 313 mil votos. A segunda maior força depois do Partido Nacionalista Vasco, de centro. Os independentistas de esquerda e de centro somados, fizeram 60% dos votos no País Vasco, uma demostração incontestável da posição do povo pela independência.

O Bildu surgiu com força nas eleições de Hego Euskal Herria. É o partido com maior representação nos municípios. Com 99,99% dos votos escrutinados, obtém 1137 vereadores e 313 151 votos (22%), longe do que a Euskal Herritarrok alcançou nas eleições de 1999.
O PNV é a força mais votada no conjunto dos quatro territórios, com 327 011 votos (22,97%) e 881 vereadores.
O PSOE é a terceira força, com 227 739 votos (16%) e 473 vereadores.
O PP alcança 165 782 votos (11,64%) e 210 representantes nos municípios.
A UPN obtém 88 138 votos (6,9%) e 322 vereadores.
A NaBai consegue 36 262 votos (2,55%), com 70 edis; a EB, 34 591 votos (2,43%) e treze vereadores; o Aralar, 32 113 votos (2,26%) e 38 edis; a Izquierda-Ezkerra, 15 017 votos (1,05%) e 15 vereadores; a Hamaikabat, 9270 votos (0,65%) e 12 edis; e o CDN, 3039 votos (0,21%) e 13 representantes nos municípios.
Fonte: Gara

Nenhum comentário: