quinta-feira, 10 de junho de 2010

É dando que se recebe


Hipocrisia Explícita da Zero Hora: Para o diário da Famiglia Sirotski a culpa do CAOS no trânsito é da falta de viadutos e não da estupidez de carros nas ruas.



Mãozinha amiga: Comprovante da "contribuição" para a vitória de Yeda Rorato.


Valeu a pena: Governadora do agro-negócio e da RBS em momento de extase junto a seus financiadores de campanha.

A realidade capitalista e o "Mundo encantado" do JORNALIXO da direita
Paulo Marques

O jornal Zero Hora ( jornalixo da Famiglia Sirotski, defensora do agronegócio e das multinancionais) está em estado de euforia nesta semana. Anúnciou com grande pompa e galhardia a ampliação da fábrica de carros GM e da fábrica de cigarros Philip Morris, nos municipios de Gravataí e Santa Cruz do Sul respectivamente. No caso deste último destaca-se a concessão pelo municipio de 20 anos de isenção de IPTU e ISS à empresa. O jornalixo ainda saúda a criação de 400 empregos temporários durante a construção da empresa e 26, isso mesmo, maravilhosos 26 empregos diretos dentro da fábrica.
Ambas as empresas surgem como "modernidade", "empregos", "desenvolvimento". Entretanto, o que produzem? Produzem o que mais simboliza o desastre do sistema capitalista: carros e cigarros, ou seja, individualismo, rapidez, fetichismo da mercadoria, poluição, degradação do meio ambiente e morte (o trânsito mata mais do que uma guerra civil e os cigarros causam a morte de milhares de pessoas por câncer e problemas pulmonares, exigindo altíssimos gastos de recursos públicos da saúde). É , portanto, a produção aos milhares de objetos/produtos voltados para a destruição e fetiche dos seres humanos.
Chama a atenção a hipocrisia dessa mesma mídia quando faz editoriais exigindo "políticas públicas" que resolvam o "caos" no trânsito ou "campanhas contra as drogas". Para isso, milhões são investidos em publicidade. Graças a estes recursos a grande mídia oligárquica se mantém, dada a queda nas vendas de seus jornais.
O círculo se completa com o financiamento de campanhas políticas da direita pois o capitalismo sabe que precisa controlar o Estado, garantir financiamento e renúncias fiscais para obter mais lucros. Com o controle da mídia e do poder as grandes múltinacionais (GM, Philipp Morris por exemplo) não precisam preocupar-se com nenhuma perda, pois essa lógica só lhes garante ganhos, muito maiores do que as migalhas que sobram para os incautos que acreditam em alguma vantagem nesse sistema.

Nenhum comentário: