terça-feira, 20 de outubro de 2009

Livre negociação de direitos trabalhistas


Patrão: " Olhe, deixe de sindicatos e intermediários e pactamos, eu e tu, livremente, as tuas condições de trabalho"

Trabalhador: " Sim, Senhor"

No Brasil começam a discutir no Congresso a lei das 40 horas semanais, luta histórica da classe trabalhadora. Dada a correlação de forças do Congresso brasileiro no qual mais de 70% dos deputados pertencem ou a proprietários ( empresários, latifundiários), ou a profissionais liberais conservadores, dificilmente o projeto será aprovado. O discurso é sempre o mesmo, propõe-se a "livre negociação" entre patrões e empregados para qualquer assunto relacionado a direitos trabalhistas.

Nenhum comentário: