sábado, 14 de fevereiro de 2009

Venezuela : Nenhum passo atrás!!!!!

Trem da Alegria Popular, a caravana político-cultural da Juventude revolucionária














O Trem da Alegria Popular é uma caravana cultural e política criada por diversos movimentos e organizações bolivarianas comprometidas com a Revolução. A ídéia é demosntrar que o referendo pela Emenda Constitucional é muito mais do que uma reforma na carta magna da Venezuela, mas sim, é parte do processo de avanço da Revolução Bolivariana. Um plebiscito pela continuidade das transformações, que em dez anos mudaram a Venezuela e a América LAtina. A campanha pelo SIM se converte, portanto, em um movimento popular em defesa da Revolução Bolivariana. Demonstra que se a uma revolução é verdadeira ela está nas ruas, com alegria, com convicção com utopia e paixão. E é isso que se percebe nas ruas da Venezuela.
Acompanhando a caravana é impossivel não lembrarmos do movimento cultural que surgiu nos anos 70 no Chile de Allende, durante a experiência do governo popular. Encabeçado por Victor Jara e grupos como Inti Ilimani, o movimento político-cultural do Chile foi a maior demonstração de que uma revolução se faz com política, cultura, arte, festa. Infelizmente a contra-revolução fascista derrotou a experiência chilena. As lições não foram esquecidas, hoje a Venezuela, depois de enfrentar uma tentativa de golpe fascista, demonstra que o povo organizado, consciente e mobilizado não permitirá jamais um "novo Chile fascista". E que a cultura revolucionária de Victor Jara, Violeta PArra, Ali Primera permanece viva e é refletida na mobilização popular que hoje é retomada pelo povo Venezuelano, boliviano, equatoriano, e com certeza logo, logo o povo colombiano e de El Salvador.
A América LAtina está de pé, com sua juventude revolucionária, que não dará nem um passo atrás.
Como disse Allende: VENCEREMOS.
Movimentos e organizações populares que criaram o TREM DA ALEGRIA POPULAR:
ANMCLA, Avila TV, Catia TVe, Comité por la Universidad Popular, Comités de Tierra Urbana de Caracas (CTU), Coordinadora Simón Bolívar, Colectivo Alexis Vive, Colectivo Calle con Colores, Foro Itinerante para la Participación Popular, Frente de Profesionales del PSUV, Juventudes Bolivarianas, Juventudes PCV, Juventudes PSUV, Movimiento estudiantil de la UBV, de la UCV y de la UNEFA, Radio Perola, Radio Activa de la Vega, Radio Tacaguay Vieja, Radio Ali Primera del Valle, Radio Negro Primero de Sarriá, Periódico Proceso, Panafilms, Panared, Red de Inquilinos, Tiuna el Fuerte, Juventudes Revolucionarias UBV, Televisora Escuela TVenceremos, y otras organizaciones sociales y medios comunitarios de Caracas.





Nenhum comentário: